Aluno

Raiana Ricarde

Faculdade

Unifacs

Curso

Medicina

Turma MSL

2016.1

1 – O que você achou do seu resultado no vestibular? Porque?

Não vou dizer que foi um resultado esperado. Eu estudei todos os dias, na verdade, vivi pra estudar. Mas quem é vestibulando de medicina, sabe: por mais que você estude todas as horas do dia você ainda acha que podia ter estudado mais… A sua cabeça antes e depois da prova parece um turbilhão de emoções: e se cair aquele assunto que não revisei? Aquela parte chata de movimento harmônico simples? E se eu marquei errado no gabarito? Mas graças a Deus tudo deu certo. Foi um resultado merecido.

2 – Como era a sua rotina e metodologia de estudos?

Enquanto estava no cursinho, eu estudava pela manhã. Nos dias que estava de folga no turno vespertino estudava a tarde inteira, incluindo o início da noite (nunca fui adepta das madrugadas). Quando tinha aula de tarde, não estudava durante a noite. Quanto aos meus finais de semana, eram da mesma forma: muito puxados. Mesmo sem aulas aos sábados eu acordava cedo pra estudar e aos domingos fazia a mesma coisa. Agora, como nessa última prova da unifacs já estava de recesso do cursinho, eu ia todos os dias pra biblioteca da faculdade da minha irmã estudar. Foram rotinas intensas, mas muito recompensadoras.

3 – Quais foram suas maiores dificuldades, tanto de matérias quanto de desafios externos?

Acho que o grande ‘bicho de sete cabeças’ da maioria da população brasileira é exatas. Eu sempre tive dificuldade em matemática e física. Como grandes deficiências, era o que eu precisava mais treinar.

4 – Como foi o momento em que você viu que tinha sido aprovado?

Mágico!!!!

5 – Quais você considera terem sido seus maiores acertos e erros nesse processo?

Meu maior acerto foi o curso de Mateus. Realmente a metodologia de ensino é totalmente diferente daquelas do cursinho. A didática, a resolução de questões… Foi um grande investimento. O erro é que evitava estudar aquilo que não gostava.

6 – Como nosso curso contribuiu para a sua aprovação?

O MSL é, antes de um curso, um ambiente de positividade. Teu incentiva muito os seus alunos com pensamentos positivos, o que ajuda demais o vestibulando, mesmo que ele não perceba. É um trabalho muito sutil, mas primoroso! Quem é aluno do MSL nunca esquece! Obrigada, Teu!

7 – Qual a sua avaliação de nossas aulas?

Produtivas para aqueles que buscam excelência. O curso é de resolução de questões de vestibulares, logo, praticar em casa é essencial. O MSL é uma maratona de questões, de todos os tipos que se possa imaginar. É treinar, treinar e treinar!

8 – Quem mais foi fundamental para sua aprovação? Gostaria de dizer alguma coisa a essa pessoa?

Primeiramente, agradeço a Deus por essa vitória, sem Ele, com toda certeza, não teria chegado aonde cheguei. Em segundo lugar, agradeço a minha família, em especial a minha mãe. Por todas as palavras de incentivo, todos os abraços, todos os choros, por tudo! Sem ela eu nem tenho dúvidas de que não conseguiria. Te amo, mãe! Também agradeço ao meu pai, minha irmã (que entendia quando não podia assistir aos filmes com ela ou não sair aos sábados de noite) e ao meu avô, que é meu segundo pai e esteve ao meu lado em todos os choros e sorrisos desde que nasci. Em terceiro lugar, agradeço a todos os professores, que de uma forma ou de outra, me ajudaram a chegar aonde cheguei. Em especial Teu, que desde a primeira vez que entrei no seu curso acreditou em mim.

9 – Qual conselho você daria para quem vai enfrentar o vestibular?

Não desistam. Pode parecer impossível e impraticável. Todos os seus amigos podem passar, você pode errar aquela questão besta, pode deixar de ir naquela festa massa que todo mundo vai, mas acredite: vai valer a pena! Sempre vale a pena!

10 – Quais os planos daqui para frente?

Cursar meu sonho com excelência, buscando sempre o melhor.